Anúncios !!!


Cat-1

Cat-2

Anúncios!!!


Poesia

ColunaDireita

Catago Vazio2

Coluna Filosofia


ANÚNCIOS!!!


» » Maria da Glória Colucci: Poesias

PASSA O TEMPO

Tudo passa a seu tempo.
Passa o tempo
das dores, das nuvens, das trovoadas.
Passa, passa o tempo
da indiferença, das tristes revoadas.
Tudo... tudo sempre passa!

Tudo passa a seu tempo.
Passa o tempo
das alegrias, das paixões, dos amores.
Passa, passa o tempo
correndo no relógio, marcado por temores.
Tudo... tudo sempre passa!

Tudo passa a seu tempo.
Passa o tempo.
da beleza, do encanto, da lembrança.
Passa, passa o tempo
das dores, do perdão, da saudade.
Tudo... tudo sempre passa?

Não. Só não passa a Esperança!
Maria da Glória Colucci

Arte Digital de Carlos Zemek
ILUSÃO

Podes partir, já não te quero
mais !...

Podes seguir teu caminho
em paz!...

Chegaste como passageira
tormenta em primavera,
súbita e inesperada quimera.

Deves partir, já não me
fazes falta!

Envelheci mil dias em poucas
e amargas horas!

Deves partir, já não te quero
mais!...

Maria da Glória Colucci



BANAL

Nenhuma palavra é banal!
Tem força, tem energia, tem impulso.

Banal é quem a usa mal.

Perigosa é a palavra injusta,
desperdiçada, leviana, sem cor,
vazia, sem afeto, sem amor,
que fere como seta fervente, mortal.

Banal é quem a usa mal.

Pedra aguçada, agressiva,
ou pérola preciosa, que anima,
produz conforto e dá alegria!

Não esqueças a cada dia:
- Nenhuma palavra é banal...!

Maria da Glória Colucci






MARIA DA GLÓRIA COLUCCI. Advogada. Mestre em Direito Público pela UFPR. Especialista em Filosofia do Direito pela PUCPR. Professora titular de Teoria do Direito do UNICURITIBA. Professora Emérita do Centro Universitário Curitiba, conforme título conferido pela Instituição em 21/04/2010. Orientadora do Grupo de Pesquisas em Biodireito e Bioética – Jus Vitae, do UNICURITIBA, desde 2001. Professora adjunta IV, aposentada, da UFPR. Membro da Sociedade Brasileira de Bioética – Brasília. Membro do Colegiado do Movimento Nós Podemos Paraná (ONU, ODM). Membro do IAP – Instituto dos Advogados do Paraná. Premiações: Prêmio Augusto Montenegro (OAB, Pará, 1976-1º lugar); Prêmio Ministério da Educação e Cultura, 1977 – 3º lugar); Pergaminho de Ouro do Paraná (Jornal do Estado, 1997, 1º lugar).
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Editor da Revista Carlos Zemek

Curador e Artista Plástico.
Membro da Academia de Cultura de Curitiba - ACCUR.

Nenhum comentário

Faça um Comentário!



ANÚNCIOS!!!


Eventos Culturais

Conuna1Inferior

Catalogo Vazio3

Anúncios!!!

Livros Digitais