Anúncios !!!


Cat-1

Cat-2

Anúncios!!!


Poesia

ColunaDireita

Catago Vazio2

Coluna Filosofia

Matérias


ANÚNCIOS!!!


 

 

 

 

No último domingo, 07 de agosto, na Feira do Poeta em Curitiba, a poeta Elciana Goedert esteve conversando com os seus convidados sobre seu mais recente trabalho: Amores em degradê. Esta obra poética, editada pela Bem Cultural Editora, foi lançada no dia 22 de junho, na Biblioteca Pública do Paraná.

Elciana falou sobre o processo de criação de seu livro, explicando a organização dos poemas em várias partes, explicando que cada uma delas está relacionada a um tipo de amor presente na vida do ser humano, inclusive o desamor, o sentimento contrário ao AMOR, que na obra está poeticamente ilustrado em vários tons.

A poeta Elciana Goedert também convidou para uma roda de leitura dos poemas do seu livro Amores em degradê, dentre os quais citamos: Angelita Alves (ilustradora e quadrinista, criadora da personagem Fridita), Izabel Livinski (escritora), Carla Ramos (escritora), Clara Muniz (esposa do falecido escritor Carlos Eduardo Muniz), Jorge Paulo Koury (escritor), Rosa Leme (poeta), RoseMeire dos Reis (escritora), Sonia Cardoso (poeta e escritora) e de Sueli Nunes (coordenadora da Feira do Poeta), entre outros.





No evento também foram entregues algumas medalhas aos talentos poéticos indicados no ano de 2020  e 2021 pelo projeto Poetizar o Mundo, em nome de Isabel Furini: Elciana Goedert, Carla Ramos, Maria Teresa Marins Freire, Carlos Eduardo Muniz (In memoriam, entregue para sua esposa, Clara) e Izabel Liviski.

Carla Ramos recebeu Medalha

Clara Muniz recebeu Medalha de Carlos Muniz (in memoriam)

Izabel Liviski recebeu Medalha

Maria Teresa Freire e Elciana Goedert

Contatos:
Elciana Goedert – @elcianagoedert
Bem Cultural - @bemculturaleditora
Projeto Poetizar o Mundo (Isabel Furini) - @isabel.furini
Feira do Poeta - Sueli Nunes: 3321-3241
FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA
R. Eng. Rebouças, 1732 | 80230-040
(41) 3213-7500
www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br


 

 

 

O Projeto Poetizar o Mundo, lançou em julho/2022, para os participantes do grupo do Facebook "Poetas Amigos de Isabel Furini, o  Concurso de poemas para crianças, com o tema "Tesourinha", foram os ganhadores: 

1º Lugar: Katia Sentinaro
2º Lugar: Decio Romano
3º Lugar: Sheina Lee  

Menções Honrosas

Rita Queiroz
Flavia Ferrari
Elieder Corrêa da Silva

Receberão os certificados pelo e-mail. 



1º Lugar

Entre o céu e a terra
Katia Sentinaro

Tesourinha no céu,
Tesourinha no chão.
Com uma, voa o papel.
Com a outra, voa a estação.
Uma supera a colina,
Outra permanece na mão.
Uma é leve, feito bailarina.
E com as duas voa a imaginação 


 ** 

2º Lugar

TESOURINHA
Decio Romano

Tesourinha escolar
De cortar papel
O recorte que me encanta
É a nuvem lá no céu.

Quem recorta a figurinha
Que ilustra a página?
A criança que estuda
Ou a tesourinha mágica?

15.07.2022

**

3º Lugar (Poema en español)
Tijerita
Sheina Leoni Handel

Corta ,corta , tijerita
Corta, corta tijerita,
y no dejes de cortar;
dale forma a mis hojitas,
que las debo terminar;
con forma de palomita,
para la fiesta final,
pues las clases ya culminan
hoy es el baile especial,
y seremos palomitas,
listas para despegar.
Nuestra maestra querida,
seguro nerviosa está,
un poquito de alegría,
nos ha visto madurar,
más también melancolía,
porque debemos marchar;
piloteando tras la vida,
seguro otro año más;
terminó mi tijerita,
ya tengo pronto el disfraz,
parto para la escuelita,
seguida de mis papás,
a celebrar este día,
fin de otro año escolar,
un momento de alegría,
de esos que hacen llorar. 

Julio 2022

**

Menção Honrosa
MÃOS DE TESOURA

Rita Queiróz

Com as mãozinhas mágicas,
Joaninha e Pedrinho fazem arte.
Cortam tudo que veem pela frente
De papel a sabonete, fazem picadinho
Colam num quadro e fazem um mosaico.
Joaninha e Pedrinho querem outro mundo
As mãozinhas são tesouras afiadas
Cortam os galhos das árvores, as folhas
Tudo voa pelos ares como bolas de sabão
Coloridas imagens recortadas nas asas do avião.
Cabelos e unhas cortados, nariz empinado
Bonecas viram Pinóquios, brincam de Pluft
Fantasminha amigo, corta o branco lençol
Buracos nos olhos, bocas abertas,
Risadas dobradas, origâmis bailam.
Tesourinha é uma varinha de condão
Da fada e do mago, farta imaginação
Corta a tristeza, a mágoa e o mau humor
Vira alegria, amor e muita gratidão,
Fartos pedaços de uma fantasia infantil.


**

Menção Honrosa
Fotografia

Flavia Ferrari

A menina Rosa gostava de rolar na terra
Correr sozinha pela escola
Contar os tatus-bolas
Olhar as minhocas se esconderem no canteiro
Pendurar-se na trave do goleiro
E durante sua exploração
Aparecia aquele bichinho diferente
De quem a menina não tinha notícia
Com suas garras em forma de pinça
De movimento alongado
E corpo achatado
Gostava de se esconder de Rosa
E ela ficava intrigada
Tocava o sinal e a menina nem se mexia
E logo tirava os sapatos
Voava no balanço sem vontade de aterrissar
Nunca se cansava de brincar
Eis que um dia
Enquanto folheava um livro na sala
Rosa teve uma surpresa
E saiu em disparada
Passou correndo pela amarelinha
Procurou por todo quintal
E a encontrou bem perto do bananal
Com a boca cheia de vontade
Tinha que dizer bem alto
Chegou pertinho da sua nova amiga
Que parecia olhar para Rosa
- Tesourinha, Tesourinha, descobri que você é famosa


**

Menção Honrosa
Motricidade

Elieder Corrêa da Silva

Marianinha, garota vivaz,
na mão a tesourinha,
repica papéis, sabe, faz.
Faz toalhinhas floridas,
bandeirolas coloridas,
em folhas brancas de papel.
Recorta animaizinhos,
enfeitarão o carrossel.
O carrossel terá cavalos,
peixes e passarinhos,
Nesses momentos
lúdicos com a
tesourinha na mão,
recortou para a mamãe
bonito coração.

22/julho/2022








Ao falar de filosofia para crianças ou em filosofia com crianças, muitas dúvidas surgem. O assunto é novo e empolgante. Alguns perguntam: As crianças estão capacitadas para aprender filosofia em sala de aula? Também poderíamos questionar o fato das crianças estarem capacitadas para aprender disciplinas como matemática, português e ciência. E mais ainda, computação!

Se as crianças estão preparadas para navegar pela Internet, então, como não poderão iniciar estudar temas básicos de filosofia?

Só é preciso cuidar da abordagem. Deve ser lúdica. Vejamos, uma criança não começa a estudar trigonometria, ela aprende os princípios da matemática, primeiro a contar até dez, depois até cem, aprende a somar, a subtrair, a multiplicar e a dividir. Mais para frente será iniciada em cálculos complexos. O mesmo deve acontecer com o estudo da filosofia.

Não podemos subestimar as crianças! Elas nasceram na época da informática, da mídia, da globalização, um mundo diferente ao nosso. Elas vão viver, crescer e trabalhar nesse novo mundo.

As crianças podem aproximar-se da filosofia como dizia Aristóteles, pela admiração, pela curiosidade. Os gregos se perguntavam: por que uma roseira tem folhas e flores em uma estação e fica sem folhas em outra estação? Por que existe o som e o silêncio? De onde veio este universo?


Já Aristóteles assinalava que o filósofo fica admirado por coisas simples, admirado ao contemplar o crescimento de uma planta, o nascimento de uma flor, as mudanças. Admiração é, então, o primeiro estágio da filosofia.
Pestalozzi, o famoso pedagogo suíço (1746 - 1827) afirmou que a verdadeira educação só é possível cara à cara e coração à coração. É o educador quem pode estimular a capacidade de pensar, compreender e discernir dos alunos.

 


FILOSOFIA PARA CRIANÇAS OU COM CRIANÇAS?

Dizemos que o interesse pela filosofia para crianças ou pela filosofia com crianças está cada vez mais acentuado. Vejamos primeiro a diferença entre os dois conceitos. Alguns filósofos afirmam que filosofia para crianças tem uma conotação dogmática, de conhecimento que o professor dará ao aluno, enquanto que filosofia com crianças exprime um conceito mais moderno onde as crianças aprendem filosofando.


O filósofo francês Bergson afirmou numa palestra que podemos escutar falar horas e horas sobre a cidade de Paris ou ler sobre suas ruas, seus monumentos e sua gente e não teremos um conhecimento tão claro como se conseguimos caminhar durante media hora pelas ruas de Paris. Assim é a filosofia. Não adianta procurar uma definição, temos que filosofar.


A frase “filosofia com crianças” está mais perto da opinião de Bergson de que filosofia se aprende filosofando. Assim a metodologia das aulas não será baseada em datas e dados que podem ser decorados. O objetivo é criar a capacidade filosófica nos educandos. A capacidade de pensar, de questionar o mundo, de entender, de procurar novos caminhos.


Por exemplo, quando falamos da filosofia de vida de uma pessoa, queremos significar a soma de suas crenças, opiniões, suposições, ideias, pensamentos e ideais que orientam sua vida familiar, social ou profissional. Em outras palavras, as ações de qualquer ser humano estão orientadas pelas suas crenças, ideias e pensamentos, opiniões, suposições, sonhos, valores e ideais. Vejamos um caso prático o fato de aderir ao vegetarianismo. Por que? Algumas pessoas pensam que é errado matar animais para comer. Essa é uma postura filosófica. A ação é deixar de comer carne. Se o professor tiver em sala de aula um aluno cuja família é vegetariana, ainda que ele não seja vegetariano nem simpatize com a ideia, deve respeitar e ensinar a turma a respeitar a escolha desse aluno, nesse caso, o vegetarianismo.

Os educadores podem vivenciar com os alunos atitudes de companheirismo e colaboração,  hábito de leitura,  diminuição de preconceitos, amor a si mesmo a aos outros, capacidade de diálogo e comunicação.

Isabel Furini



 

A filosofia constitui  uma fonte inesgotável de inspiração, nela podemos beber da sabedoria dos séculos.  A filosofia ajuda a desenvolver o pensamento profundo, criativo e autocorretivo. Estimula a reflexão. Dá bases para compreender o mundo e  questioná-lo de maneira inteligente.


O novo milênio chegou. Vivemos na época da “globalização” da Internet, da busca da qualidade total! É hora de perguntarmos onde fica o ser humano nesse contexto. O ser humano com suas possibilidades, suas limitações, sua grandeza, suas fraquezas, seus sonhos e sua capacidade de conhecer o mundo e de  ser feliz.  É ai que o velho Sócrates volta as salas de aula e enfatiza: Conhece-te a ti mesmo! E Platão, desde sua Academia, ainda ensina a procurar o Bem, a Verdade e a Beleza.
Um mundo novo e um mundo melhor dependem, sobretudo, da educação das crianças. Diálogos, investigação, arte, contação de histórias, reflexão, teatro, poesia...  os educadores podem utilizar várias técnicas para tornar as aulas interessantes e educativas.  
   

 Se desejarmos mudanças que tornem as sociedades mais humanas temos que aprender a questionar o mundo, os valores da nossa sociedade. A filosofia é um caminho para compreender e questionar.
 

OBJETIVOS
 

A Filosofia no ensino fundamental tem por objetivo estimular as crianças à:
a) Participar em grupos e dialogar;
b) Entender a  responsabilidade de pertencer a um grupo;
c) Aumentar a autoestim;
d) Aprender a ser tolerante com as idéias dos outros,
f)  Desenvolver a paciência e a compreensão, com aqueles menos favorecidos
g) Alargar a visão do mundo e a capacidade de questionar e de investigar o mundo;
h) Refletir sobre valores morais e éticos;
i)  Despertar para a apreciação da arte e da beleza da vida

 

 

 


No ano de 2010, eu e mais alguns amigos resolvemos fazer uma excursão cultural, pois estávamos concluindo o Curso de Direito.  
E não poderia ser de outro jeito, nos organizamos e contratamos um ônibus para irmos até São Paulo para fazer uma visita aos estúdios da Rede Globo, especificamente para assistir e gravar alguns programas do então famoso “Programa do Jô”.
Saímos de Curitiba por volta da meia noite todos eufóricos com a aventura. Quanto mais avançavam-se os quilômetros noite a dentro, iam-se diminuindo os sons, as piadas, as risadas, o “tssss” das latinhas e os barulhinhos das sacolas de plástico.
Buzinas, freadas, barulhos de pneus iam-se perdendo ao vento. Sonolentos, cada um com seu cobertor, ia sendo vencido pelo cansaço.
Ao amanhecer, já estávamos na Capital que nunca dorme. Parada para o café e até um “banho de gato”.
Um passeio pelo shopping e mais tarde um almoço muito “top”, fotos, fotos e muita diversão.
Uma tarde no Ipiranga, histórias, arte, cultura e educação. No Monumento à Independência ainda estavam os restos mortais de D. Pedro I, Dona Leopoldina e dona Amélia, quase em estado de abandono.
A tarde foi caindo de mansinho, mas a nossa ansiedade foi subindo e subindo, pois logo mais estaríamos diante do Grande Jô.
Novamente “banhos de gato”. Roupas, perfumes, pentes, maquiagens, lanches, todos prontos para o show.
Luz - câmera – ação!
Ao som da banda do Bira, todo mundo em pé aplaudia, o mito, o ídolo, o anfitrião Jô Soares, todos em êxtase e com ares, de que inacreditavelmente estavam diante de um deus.
Mas Jô, não tinha a paciência de Jó. Aquece, tamborila, grita, gesticula, manda parar mil vezes se preciso fosse, pois tudo tinha que estar perfeito para estar digno do selo de qualidade do Jô.
Carinhoso com os visitantes e convidados. Mente brilhante e rápida para todos tinha uma pergunta, uma resposta e entre humor requintado, a cultura nunca era deixada de lado e no final era só aplausos com louvor.   

 


Eu como fã declarado, levei 4 (quatro) livros na esperança de poder colher os autógrafos do Jô. E não é que “rolou”. Vim para casa feliz e contente, por ter tido o privilégio de receber muitos “beijos do Gordo”, que os guardo como troféus.
E na volta pra casa, o cansaço foi vencendo a adrenalina que abaixava e até poderia se ouvir os roncos nas poltronas, que foram interrompidos pelo constante estalar de borracha dos pneus.
Quase ficamos na estrada, pois furados estavam logo dois pneus!
Mas ao amanhecer do dia, todos nós “Joãos e Marias” chegamos em nossas casas, com muitas histórias para contar.    
Viva o Jô, viva o Gordo, Viva!!!
 

Daniel Mauricio

 

 

 

No próximo domingo, 07 de agosto, a poeta Elciana Goedert, acadêmica da AVIPAF - Academia Virtual Internacional de Poesia, Arte e Filosofia - estará na Feira do Poeta conversando sobre seu último trabalho, o livro Amores em degradê, e convidando o público presente a fazer leitura dos poemas do seu livro.
A obra, lançada no dia 22 de junho na Biblioteca Pública do Paraná, foi editada por Catarina Maul, da Bem Cultural Editora, de Petrópolis (RJ). Nela a poeta organizou os poemas em vários capítulos, cada um deles relacionado a um tipo de amor presente na vida do ser humano, inclusive o desamor:
o amor e suas expectativas
o amor e a decepção
o amor e o desejo
o amor incondicional
o amor próprio
um amor: a saudade
o desamor
o amor ao próximo
o amor à palavra
o amor à natureza
o amor espiritual
A capa e diagramação diferenciada foi criação de Rodrigo Santana CB, grafiteiro e ilustrador residente em Petrópolis e que faz parte da equipe da Bem Cultural.

 

Elciana Goedert na foto de Sandra Andreia Ferreira

 

No evento deste domingo Elciana, em nome da escritora Isabel Furini, também estará entregando medalhas do projeto Poetizar o Mundo para alguns escritores indicados no ano de 2020 e 2021:
1. Maria Tereza Marins Freire
2. Carla Ramos
3. Carlos Eduardo Muniz (in memoriam)
4. Izabel Liviski
5. Jusssara Salazar

Quem estiver em Curitiba, na região do Largo da Ordem, apareça por lá!


Entrada gratuita
Dia: 07/08/22
Horário: 11h às 13h
Local: Feira do Poeta
R. Cel. Enéas, 30 - Largo da Ordem -  Curitiba - PR 




 

 

 



Aconteceu no dia 30 de julho, na Casa de Leitura Wilson Bueno - Portão Cultural, o lançamento da 2ª edição do livro.
A Casa dos dois Amores (Donizela, 2022) da escritora curitibana Francine Cruz.
Amigos e leitores prestigiaram o evento que movimentou a Casa de Leitura com um bate papo sobre a obra seguido de sessão de autógrafos com a autora. 


Sinopse:

Felipe é um jovem sonhador do interior de Minas Gerais, participante de movimentos sociais e crítico do capitalismo. Década de 60, o Brasil e o mundo vivem uma grande tensão política entre partidos de esquerda e de direita e manisfestações de ambos os lados povoam os noticiários.

Após uma fatalidade que muda radicalmente seu destino, Felipe se vê obrigado a deixar sua vida pacata e mudar-se para São Paulo a fim de ingressar no seminário dos franciscanos.

Trabalhando na igreja, Felipe se apaixona por Gabrielle, uma moça estudada nos colégios mais renomados da Europa, cristã fervorosa e filha única de um poderoso general do exército brasileiro. Mesmo com todas as diferenças entre eles, os jovens sonham em viver esse grande amor. Porém, existe uma promessa que pode separá-los para sempre.

– O que eu faço da minha vida? Deus, ilumine meu caminho para que eu encontre uma solução, pois me parece impossível ser feliz nessa vida! Se sigo meu coração e abandono tudo para ficar com a Gabi, serei o assassino de meu pai. Se penso nele; mato meu próprio coração, que deseja outro destino para mim. (A Casa dos Dois Amores, p. 175)

Ficha técnica

Título: A Casa dos Dois Amores
Autor: Francine Cruz
Editora: Donizela
ISBN/ ASIN: 978-65-997049-3-2
Dimensões: 14 x 21 cm
Páginas: 272
Preço: R$ 20

Links de venda:
Livro Físico: https://shopee.com.br/product/372795283/16277318298/
E-book https://amzn.to/3aoVsS8 

Francine Cruz
 

Sobre a autora: Francine Cruz é professora e escritora, licenciada em Educação Física e Letras Português-Inglês, doutoranda em Educação (UFPR). É autora, entre outros, dos livros “Amor, Maybe” (Ícone, 2011) e “A Obra Poética de Ana Cristina Cesar: Ressignificação do biografismo” (Donizela, 2022). Vencedora de diversos concursos literários, recebeu o prêmio Agente Jovem de Cultura do Ministério da Cultura (2012). Integrante dos coletivos de escritoras feministas Marianas, Vozes Escarlate e Mulherio das Letras. Criadora e apresentadora do Canal Senhora Literatura no Youtube. Mora em Curitiba-PR com seu marido, sua filha, uma chinchila, quatro peixes e milhares de livros.

Redes Sociais

Site: https://www.escritorafrancinecruz.com/

YouTube: https://www.youtube.com/c/SenhoraLiteratura

Facebook: https://www.facebook.com/pages/FrancineCruz/238126796374224?ref=hl

Instagram: https://www.instagram.com/francinecruzescritora

TikTok: https://www.tiktok.com/@francinecruzescritora

Linkedin: www.linkedin.com/in/francine-cruz-grison

Twitter: http://twitter.com/FrancineCruz


 

 Em 07 de agosto de  2022 (domingo), a partir das 11 horas, na Feira do Poeta de Curitiba,  acontecerá a conversa com a poeta Elciana Goedert.

No evento também serão entregues as Medalhas do Projeto Poetizar o Mundo, aos poetas


Elciana Goedert
Carla Ramos
Maria Teresa Marins Freire
Carlos Eduardo Muniz (in memoriam)
Izabel Liviski
Amaury Nogueira
Jusssara Salazar 



 

 

 

Voar no Tempo

Rosani Abou Adal

Lembrança com gosto de infância
Sonho de pedalar uma Caloi
Permanece no imaginário
Habita os templos da memória
Sem sono viajo nas lembranças
Sobrevoo o túnel do tempo
Montada em bicicletas voadoras 

 

Poema tema do Psiu Poético de 2017 com tradução para o húngaro e inglês de Lívia Paulini.

Desenho de Xavier - Xavi 




IDÖBELI REPÜLÉS

Rosani Abou Adal
tradução para o húngaro por Lívia Paulini

Gyermekkori emlék íze
Álomban egy Caloit vezetve
Képzeletben állandosul
Visszatérö jelenléte mintha templomban lenne
Álmosság nélkül mozgok a régmúlt emlékekben
Átrepülöm idö rejtélyét
Biciklik hátán repülök
 

 

FLY IN TIME

Rosani Abou Adal
Tradução para o inglês por Lívia Paulini

Remembrance of children's days
Driving a Caloi's in dream
Staying at the imaginary
Living at the memory's church
without dreaming going off in remembrances
I fly over the time of tunnel
on the top of flying bycicles

 

 


 

 

Romance histórico convida leitor a conhecer o Brasil polarizado politicamente na década de 60.

A escritora curitibana Francine Cruz lança neste sábado, 30/07/22 a 2ª edição do romance A Casa dos dois Amores (Donizela, 2022) em tarde de autógrafos na Casa de Leitura Wilson Bueno (Portão Cultural - Av. Rep. Argentina, 3430) a partir das 16:00 horas. O evento é aberto ao público e acontece para reunir leitores para um bate- papo, apresentação e autógrafo da nova obra. 


A CASA DOS DOIS AMORES:

O livro narra a história de Felipe, um jovem sonhador do interior de Minas Gerais, participante de movimentos sociais e crítico do capitalismo. O romance tem como pano de fundo o Brasil da década de 60. O mundo vive uma grande tensão política entre partidos de esquerda e de direita. No Brasial, manisfestações de ambos os lados povoam os noticiários.
Após uma fatalidade que muda radicalmente seu destino, Felipe se vê obrigado a deixar sua vida pacata e mudar-se para São Paulo a fim de ingressar no seminário dos franciscanos.
Trabalhando na igreja, Felipe se apaixona por Gabrielle, uma moça estudada nos colégios mais renomados da Europa, cristã fervorosa e filha única de um poderoso general do exército brasileiro. Mesmo com todas as diferenças entre eles, os jovens sonham em viver esse grande amor. Porém, existe uma promessa que pode separá-los para sempre.

– O que eu faço da minha vida? Deus, ilumine meu caminho para que eu encontre uma solução, pois me parece impossível ser feliz nessa vida! Se sigo meu coração e abandono tudo para ficar com a Gabi, serei o assassino de meu pai. Se penso nele; mato meu próprio coração, que deseja outro destino para mim. (A Casa dos Dois Amores, p. 175)

Poderá esse amor sobreviver aos desafios impostos por suas famílias, pela interferência da Igreja e pela própria história? Com precisão histórica, A Casa dos Dois Amores faz o leitor refletir sobre um período que jamais pode ser apagado da memória do Brasil. 

FICHA TÉCNICA
Título: A Casa dos Dois Amores
Autor: Francine Cruz
Editora: Donizela
Páginas: 272
Preço: R$ 20
Link para a venda do livro físico: Shopee
Link para a venda do eBook: Amazon
 

A AUTORA
Francine Cruz é professora e escritora, licenciada em Educação Física e Letras Português-Inglês, doutoranda em Educação (UFPR). É autora, entre outros, dos livros “Amor, Maybe” (Ícone, 2011) e “A Obra Poética de Ana Cristina Cesar: Ressignificação do biografismo” (Donizela, 2022).
Vencedora de diversos concursos literários, recebeu o prêmio Agente Jovem de Cultura do Ministério da Cultura (2012). 


Escritora Francine Cruz

SERVIÇO:
Redes Sociais
Site: https://www.escritorafrancinecruz.com/
YouTube: https://www.youtube.com/c/SenhoraLiteratura
Facebook: https://www.facebook.com/pages/FrancineCruz/238126796374224?ref=hl
Instagram: https://www.instagram.com/francinecruzescritora
TikTok: https://www.tiktok.com/@francinecruzescritora
Linkedin: www.linkedin.com/in/francine-cruz-grison
Twitter: http://twitter.com/FrancineCruz




ANÚNCIOS!!!


Eventos Culturais

Conuna1Inferior

Catalogo Vazio3

Anúncios!!!

Livros Digitais