Anúncios !!!


Cat-1

Cat-2

Anúncios!!!


Poesia

ColunaDireita

Catago Vazio2

Coluna Filosofia

Matérias


ANÚNCIOS!!!


Os admiradores de Orly Bach poderão ouvir sua maravilhosa voz acompanhada pelo pianista Emílio Pivo, em 29 de agosto, às 20h30m, na rua Barão de Rio Branco, 438, centro, Curitiba.

Orly além de possuir uma bela voz, revela elegância e aristocracia em suas apresentações. Ela estudou canto lírico com Wolf Schia. Orly canta árias de ópera, e gosta também de cantar peças de musicais, trilhas de cinema. Seu repetrório é eclético e seu público é fiel.


gosto pelo infinito

abanar o incêndio
o gosto
pelo infinito
voar
nas asas de um louva-a-deu


Jean Narciso Bispo Moura

Arte Digital de Isabel Furini
elefante

empurro um elefante
sem ter força nos braços
desolado
 empaco
não consigo êxito
em tarefas pouco triviais

solto em ato falho
o meu canário favorito
deixo a cabeça a sós
subordinada a intempérie
 da incerteza

guardo sorrateiramente
longe de qualquer
pensamento cristalino
um gigantesco elefante
numa minúscula gaiola

Jean Narciso Bispo Moura


JEAN NARCISO BISPO MOURA  nasceu em São Félix, estado da Bahia, em 1980, reside em São Paulo, é licenciado em Pedagogia e Filosofia, autor de 6 livros de poesia:  A lupa e a sensibilidade [2002],  75 ossos para um esqueleto poético [2005], Excursão incógnita [2008], Memórias secas de um aqualouco e outros poemas [2011] ,  Psicologia do efêmero [2012] e Retratos imateriais [2017]. Já teve poemas publicados nas revistas virtuais, sites e blogs: Incomunidade(Portugal), Cinosargo (Chile), Mallarmargens, Germina, Blecaute, Cultural(Chile),  Antonio Miranda, Palavras que me tocam (Portugal), e outras.    É editor da Revista Digital Literatura & Fechadura. www.literaturaefechadura.com.br
Carlos Zemek e Maria Antonieta Gonzaga Teixeira participaram de uma exposição de Arte Postal no Museu de Arte Moderna de Puerto Madryn (Chubut, Argentina). Esse é o único Museu de Arte Moderna da Patagônia. O Museu possui obras de Quinquela Martín, Marino Santamaría, Pérez Celis e outros grandes pintores.

 Neste ano para celebrar o Dia Internacional dos Museus, foi realizada a exposição internacional de Arte Correo "Hilos invisibles" (Fios Invisivéis). Dessas exposição participaram os artistas plásticos brasileiros Carlos Zemek (de Curitiba, PR), e Maria Antonieta Gonzaga Teixeira (de Castro, PR).
Ambos receberam certificados pela participação.







Neyd Montingelli está lançando o livro "Manual para Noivas", pela Darda Editora.
Receitas e dicas para a noiva. Desde como cozinhar arroz, lavar a panela, arrumar armários, fazer compras até dicas de relacionamento com o esposo e a sogra. Orientações para deixar o dia a dia do casal mais agradável e com menos estresse. Receitas para a cozinha e para a vida.


Neyd Montingelli é de Curitiba/PR,Foi premiada em vários concursos literários de contos e poesias. Membro da Academia de Letras do Brasil/Araraquara e da Embaixada da Poesia. Recebeu a medalha Melhores Poetas da Mágico de Oz, o certificado de Responsabilidade Cultural da Juruá Editora e do Instituto Memória – Piá Bom de História, Festival 6 Continentes.
Confira seu trabalho em www.neydmontingelli.com.br

Gerlado Magela, criador do Sarau Cutucando a Inspiração
 Foto de Decio Romano
O poeta e fotógrafo Decio Romano, registra os eventos poéticos de Curitiba. Nesta primeira mostra fotográfica que iniciará no domingo (12/08/18) estarão em exposição as fotografias de 30 poetas de Curitiba que participaram do 45º Cutucando a Inspiração, entre eles:

Amauri Nogueira, Paulo Roberto de Jesus, Luiz Carlos Brizola, Campo Grande, Elciane Goedert, Igor Vitorino da Silva,  Jefferson Dieckmann, Moisés Antonio, Eliane Gabardo, Otavio Mariano, Siomara Reis Teixeira, Airton Junior, Arlete Klentz e outros.

O Projeto Cutucando a Inspiração foi criado pelo poeta Geraldo Magela - coordenador da Feira do Poeta de Curitiba. Cutucando a Inspiração é um sarau litero-musical que permite a divulgação dos trabalhos de poetas e músicos de Curitiba.

Decio Romano - Fotógrafo e poeta



O Projeto Poetizar o Mundo criado por Isabel Furini e Carlos Zemek, visa destacar o trabalho realizado em prol da cultura.
Nesta oportunidade receberá Certificado e Medalha Mérito Cultural o Representante-mor do Círculo Monárquico Brasileiro, Josh Berveglieri.
Também receberá Certificado e Medalha a criadora do projeto "Bom dia, Poesia", professora Fatuca Silva.
A entrega de Certificados e Medalha será no final de 2018.


JOSH BERVEGLIERI

Nascido Josué Berveglieri Mello, em Londrina – Paraná, no dia 19 de novembro de 1995, é o terceiro e último filho de Jeane Cristina Berveglieri e José Mendes Mello, ambos paranaenses.

Mais conhecido como Josh, possui ascendência nobre, incluindo nela Sua Excelência o Barão de Guaraúna, Major Domingos Ferreira, anfitrião de Sua Majestade o Imperador Dom Pedro II,
na cidade de Ponta Grossa, em 1880. No ano de 2016, na presença de Sua Alteza Imperial e Real o Príncipe Imperial do Brasil, Dom Bertrand de Orleans e Bragrança, Josh recebeu, de forma honorária, este mesmo título de nobreza – “Barão de Guaraúna” - quando tornou-se cavaleiro da Honorífica e Nobiliárquica Soberana Ordem do Sapo. Além disso, é associado ao Círculo Monárquico Brasileiro, sendo o Representante-mor desta instituição no Estado do Paraná, é Acadêmico da Academia de Cultura de Curitiba – ACCUR, onde é o Presidente do comitê de cerimonial, é membro da Liga da Defesa Nacional, Unidade Paraná – LDN-PR, membro do Instituto de Relações Internacionais do Paraná – IRIP, membro da Frente Dom Pedro II de Curitiba e apoiador do Pró-Monarquia de São Paulo.

Sempre participando e contribuindo nos eventos e reuniões de diversas organizações culturais e cívicas, por duas vezes foi homenageado pela Assembléia Legislativa do Estado do Paraná, quando recebeu certificado de “Menção Honrosa”, por proposição do Deputado Ney Leprevost, em reconhecimento a "dedicação e trabalho em prol da capital paranaense". Por sua vida social, artística e cívica, com frequência é tema de matérias em jornais, revistas, colunas sociais, sites e blogs e, por sua elegância, já teve seu modo de vestir elogiado, até mesmo, por páginas internacionais de moda.

Possui por madrinha cultural, a Presidente do Centro Paranaense Feminino de Cultura e ex-presidente da Academia Paranaense de Letras, Chloris Casagrande Justen e, nas horas vagas, costuma fazer pesquisas sobre temas históricos, biográficos e de costumes sociais sobre os quais já apresentou diversas palestras em importantes instituições, tais como: o centenário Centro de Letras do Paraná; Instituto Néo Pitagórico; Clube dos 21 Irmãos Amigos e Centro Paranaense Feminino de Cultura.

Ligado à vida artística desde cedo, já escreveu artigos e peças teatrais, participou de bienais de arte e, por cerca de seis anos, estudou teatro e expressão corporal e vocal no tradicional Colégio Estadual do Paraná, onde destacou-se positivamente atuando por vários palcos paranaenses, principalmente como protagonista e, em algumas oportunidades, como codiretor em dezenas de peças, que vão das comédias shakespeareanas às tragédias gregas.

Atuou, também, em curtas-metragens e trabalhou com teatro em uma produtora onde também fazer parte da produção da cantata de natal no Palácio Avenida.

Tem bom conhecimento em francês e italiano e é fluente em inglês e espanhol e, atualmente, estuda Relações Internacionais e Ciências Políticas no Centro Universitário Internacional – UNINTER. E por sua exclusiva rede de relacionamentos e conhecimento em questões cerimoniais, de protocolo e etiqueta, é produtor e promotor de eventos em diversos seguimentos, além de consultor de imagem e etiqueta, funções onde se destaca por fazê-las ao nível da realeza européia.

Josh Berveglieri na fotografia de Carla Buchman


*******


FATUCA SILVA

Fatuca Silva é professora e poetisa. Ela disse que descobriu a Poesia em 2003, trabalhando um projeto de incentivo a leitura com alunos do sexto ao nono ano, intitulado: "Despertando o Prazer de Ler e Escrever", foi nessa época que começou a rabiscar seus primeiros popemas. Esse projeto foi tema de seu TCC, como relato de experiência bem sucedida, em Literatura e Ensino.

Fatuca considera que sua missão é semear poesia. Ela fala: "Procuro plantar a boa semente do hábito da leitura e escrita".

Em 2014, participou de uma antologia, intitulada: I Antologia Vivendo Criança. Em 2016, teve o seu sonho realizado, a publicação do livro: O Lugar Onde Vivo, com 118 poemas de sua autoria, patrocinado pelo SESC - RN. Nesse mesmo ano, participei de mais uma antologia: Antologia Literária Artística Feminina Potiguar, com 40 mulheres do meu RN. E agora em 2018, estarei participando de minha terceira antologia, com vários poetas do Brasil e de Portugal também.

Desde 2011, tem um cantinho especial, onde publica semanalmente, sua poesias, trabalhadas no projeto: 'Bom dia com poesia". Esse projeto foi criado por Fatuca Silva e é desenvolvido na escola onde está atuando como gestora, outra vez.
Divulga seus poema no blog: www.curtindoumpouquinhodepoesia.blogspot.com, e no um grupo: Poesias Minhas, no Facebook.

Fatuca faz  parte da ALAMP, Associação Literária e Artística de Mulheres Potiguares e é membro da AVAL, Academia Virtual Artística e Literária, ocupando a cadeira 13, tendo como patronesse: Cecília Meireles, a sua maior inspiração na literatura brasileira.



BIOGRAFIA ARTÍSTICA ... Um pouquinho de mim! 

Reconhecida como poetisa
Na comunidade eu sou
Apaixonada pelo que faço
Faço tudo com amor!

Enamorada pelas artes
Curto todas com alegria
Procuro descobrir o belo
A cada amanhecer do dia!

As lindas cores me fascinam
E os delicados pincéis também
Retratar cenas da natureza
Isso me faz muito bem!

As palavras companheiras
ao meu lado vão sempre estar
Adoro escrever poesias
E pra platéia declamar!

Aluna de escola pública
Estudei com dificuldade
Mas me orgulho hoje
De ter chegado à faculdade!

Gosto de ser chamada
Pelos os outros de professora
E saber que sou reconhecida hoje
Como uma fiel educadora!

Profª Fatuca Silva - 2017


A poetisa e artista plástica Vera Itajaí, autografará de seu livro de poesia, contos e crônicas "SENHORA SECRETA" na Bienal do Livro de São Paulo (Estande K92), em 11 de Agosto, a partir das 13 horas e 14/08 a partir das 14 horas.




Na continuação, dois poemas do livro "Senhora Secreta":

Pescadora de Mim

Lancei a rede e...
resgatei-me inteira...
nesse mar de profundas águas...
verde é a esperança...
voltarei à superfície...
verei no infinito céu azul...
um sol amarelo... em riste.


Vera Itajaí

***

Silêncio no Deserto

Reconheci no deserto do meu ser
a serenidade do recolhimento a me guiar
nessa viagem solitária me deparei
com os pensamentos que caminham em par

Recolho-me aqui – por saber-me ouvir esse silêncio absoluto
é visceral!
manifesto meu ser mesmo estando muda

Nesse som profundo da palavra escrita – sem igual!

Neste silencioso recôndito de almas guias
me confronto no conforto do eco no deserto...
meu caminho é de luz – meu cruzeiro me conduz...

Entes estelares não me guiarão em vão!
recebo suprimento desta vastidão na aceitação...
minha guarnição é ter meu ser em prontidão
caminho numa direção tenho um norte a desvendar
meus pés pisam em areias soltas...respiro ar.

Terras que emanam luz temperadas quentes estão...
nas paredes do meu coração prateleiras dessa estação
mantenho frascos vazios, antes cheios de sofreguidão
e hoje frascos meio-cheios...de humana razão – aguardo o sol

O silêncio do deserto faz-me aquietar o coração permito-me lucida – descalça – pés que chegam nus.

Silenciosamente atravesso esse deserto compassiva...
como guardiã – da serena – idade – meu silêncio atrevido

Silêncio no deserto!... a solidão é permitida.

Vera Itajaí







A poetisa Vanessa Musial na fotogafia de Decio Romano
Em 05 de agosto, foi lançado na Feira do Poeta de Curitiba o livro "Poética" de Vanessa Musial. Nele, a autora explora diversos temas, divididos em cinco partes principais, que são elas O Amanhecer, O Amor, As Trevas, O Sonho e A Morte; os poemas estão distribuídos através de tais temáticas.

O livro é composto em sua maioria por poesia aos moldes dos sonetos clássicos; apenas alguns poucos poemas fogem de tal formatação e possuem um número maior de versos.

Nesta obra, tanto os elementos mais singelos e sutis da natureza como os mais grandiosas sentimentos humanos inspiram os versos; o livro celebra o que é belo e que concede significado a nossas vidas humanas, bem como os mistérios que envolvem as mesmas. Temas como sonhos, misticismo, religiões, espiritualidade, referências de outras obras e questionamentos diversos também aparecem, tornando a obra como um todo mais densa e rica em seu conteúdo.

Ao todo, o livro conta com 120 poemas que abordam os mais distintos assuntos para brindar todo amante da poesia, e também conta com belíssimas ilustrações em aquarela feitas por Ana Lucia Margotti e um prefácio escrito pela autora, que por sua vez possui explicações mais aprofundadas sobre as temáticas de cada capítulo que compõe a obra.



c, recebe a exposição “A Contribuição Histórica da Mulher Negra no Brasil”

De grande repercussão e sucesso, a coletânea reúne obras de 15 artistas com coordenação e assinatura curatorial do casal Carla Schwab e Eloir Jr. e está em itinerância cultural.

Criada para a 16a. Semana Nacional de Museus promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus/IBRAM, foi apresentada no Espaço Cultural IPO em Curitiba, na Casa da Cultura de Colombo-PR e se hospeda até setembro de 2018 no Espaço Cultural da Câmara Municipal de Ponta Grossa-PR, onde recebe a curadoria de Celso Parubocz.

Segundo os coordenadores da exposição, a mostra busca resgatar a memória cultural que enriquece há séculos a expressão negra e, cada obra conta com um QR Code (endereço eletrônico) com o qual o público poderá obter informações complementares a respeito dos artistas e dos trabalhos produzidos. “O público poderá interagir com os trabalhos buscando detalhes sobre as personalidades tratadas ou do ato cultural por meio do aparelho celular ou outro dispositivo móvel”, explica Eloir Jr.


Exposição no Espaço Cultural da Câmara Municipal de Ponta Grossa-P
Obras em exposição

Fortes e liberais, artistas e guerreiras, amas de leite, escritoras, ativistas, mães e religiosas, todas as mulheres negras são muito bem retratadas em diferentes linguagens, técnicas e percepções artísticas de Ana Lectícia Mansur, Ari Vicentini, Bia Ferreira, Carla Schwab, Cecifrance Aquino, Celso Parubocz, EloirJr., Katia Velo, Kezia Talisin, Luciana Martins, Luiz Felix, Marcio Prodocimo, Oswaldo Fontoura Dias, Raquel Frota e Tania Leal.

“Transcorridos 130 anos da assinatura da Lei Áurea, ainda observamos níveis de discriminação racial, porém a história nos narra a saga de personalidades negras que exemplificam a incansável trajetória em busca de seus objetivos e direitos, hoje adquiridos e relevantes para a construção do Brasil. Esta exposição tem como objetivo provocar a reflexão do visitante”, destaca Eloir Jr.



Serviço:
Exposição “A Contribuição Histórica da Mulher Negra no Brasil”
Data: 06/08 a 07/09/2018
De segunda a sexta-feira em horário comercial
Local: Espaço Cultural da Câmara Municipal de Ponta Grossa-PR
Endereço: Rua Visconde de Taunay, 880 - Ronda
Ponta Grossa - PR


ANÚNCIOS!!!


Eventos Culturais

Conuna1Inferior

Catalogo Vazio3

Anúncios!!!

Livros Digitais