Anúncios !!!


Cat-1

Cat-2

Anúncios!!!


Poesia

ColunaDireita

Catago Vazio2

Coluna Filosofia

Matérias


ANÚNCIOS!!!



A Orquestra Sinfônica do Paraná apresenta na próxima quarta-feira (24/08), às 20h30, no Guairão, o concerto “Paulo Leminski – Canções e Poemas”. A data de abertura homenageia o nascimento do poeta (24 de agosto).

Com regência do maestro Alessandro Sangiorgi, o concerto terá participações de Estrela Leminski, Téo Ruiz, Ná Ozzetti, Rogéria Holtz e Aurea Leminski. O programa abre com a declamação da poesia Sintonia para Pressa e Presságio e segue com as canções e poemas Verdura, Se houver céu, Hoje tá tão bonito, A você amigo, Navio, Filho de Santa Maria, Polonaises, Live with me, Xixi nas Estrelas, Luzes, e Valeu. Todas as composições são do Leminski ou têm participação do poeta. Como parte das comemorações, na ocasião será lançado o LP duplo Leminskanções.

Leminski experimentou diversas linguagens artísticas. Faleceu aos 44 anos e deixou um grande legado na literatura e na música. Produziu cerca de 110 músicas, entre canções e parcerias, catalogadas em um livro de partituras recém-lançado. Nos anos 1980 estas composições foram gravadas por Caetano Veloso, Blindagem, A Cor do Som, Ney Matogrosso, Paulinho Boca de Cantor, Moraes Moreira, Itamar Assumpção e Ângela Maria.

O evento marca a abertura do “Mês da Literatura” que terá 11 escritores paranaenses percorrendo 25 municípios do interior do Estado. Cada autor visitará entre duas e três bibliotecas. Durante os encontros, os escritores, além de falar sobre suas próprias obras, também irão abordar assuntos como livro, leitura e formação de leitores.

Entre os autores convidados, estão romancistas (Cristovão Tezza e Miguel Sanches Neto), autores infantojuvenis (Cléo Busatto), poetas (Rodrigo Garcia Lopes e Karen Debértolis), críticos (José Castello) e jovens autores (Marcos Peres). Um recorte plural da cena literária paranaense.



A programação completa do Mês da Literatura estará disponível no site da Secretaria da Cultura: www.cultura.pr.gov.br.

Serviço
Abertura do “Mês da Literatura” com concerto da Orquestra Sinfônica do Paraná “Paulo Leminski – Canções e Poemas”
Regência: Alessandro Sangiorgi
Participações especiais: Estrela Leminski, Téo Ruiz, Ná Ozzetti, Rogéria Holtz e Aurea Leminski
Dia 24 de agosto, às 20h30
Auditório Bento Munhoz da Rocha Netto – Guairão
Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada)
Classificação: maiores de 7 anos
Já está circulando a edição de agosto do Cândido, que marca os cinco anos do jornal editado pela Biblioteca Pública do Paraná. Para comemorar a data, os leitores vão receber um material especial sobre a História literária do Estado, contada por meio de cinco conteúdos editoriais diferentes — de reportagens a textos de memória.

O material jornalístico forma um mosaico do que mais interessante aconteceu na produção literária do Estado: dos primeiros anos após a emancipação política do Paraná (1853), passando pelo simbolismo no começo do século XX, o surgimento de Dalton Trevisan e a Revista Joaquim, a geração de prosadores e poetas dos anos 1980, até o momento atual, os anos 2000, marcados pela pujança editorial.

O Cândido também apresenta a produção de quatro poetas paranaenses que em breve vão lançar novas obras: Rodrigo Madeira, Guilherme Gontijo Flores, Marcos Pamplona e Adriano Scandolara. A experiente e premiada fotógrafa Vilma Slomp publica ensaio com imagens de dez autores consagrados de Curitiba — nascidos ou radicados na cidade. “Todos são ou foram meus amigos em algum momento”, afirma a fotógrafa, na ativa desde os anos 1970. De Valêncio Xavier a Helena Kolody, de Cristovão Tezza a Wilson Bueno, todos foram retratados por Slomp.

A edição ainda apresenta um longo ensaio assinado por Luiz Ruffato a respeito da obra do escritor alagoano Graciliano Ramos. Completando os inéditos, Antônio Torres, imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL), surge com o conto inédito “O Porto bebido e revivido”, e o gaúcho Fabrício Carpinejar antecipa poema de seu próximo livro, Não venderei a minha casa.




Trajetória
No editorial da edição, o diretor da Biblioteca Pública do Paraná, Rogério Pereira, lembra um pouco da trajetória do Cândido, cuja primeira edição começou a circular em agosto de 2011 e foi dedicada à obra do poeta Paulo Leminski.

“Logo de cara, o Cândido — cuja tiragem inicial era de 5 mil exemplares; hoje, são 10 mil — exibiu a característica que marca a ferro sua personalidade editorial: a pluralidade de ideias, com as mais variadas vozes, sempre evitando privilegiar determinados grupos ou tendências estéticas”, diz.

Com parte significativa do jornal dedicada aos inéditos, seja poesia ou prosa — contos, crônicas e fragmentos de romance —, o Cândido abre espaço para a atual produção brasileira: nomes consagrados, autores cujas obras ainda precisam ser descobertas por um número expressivo de leitores e até mesmo estreantes, muitos dos quais tiveram os seus primeiros textos publicados aqui. “O jornal se apresenta como uma vitrine variada, cosmopolita e interessante da literatura brasileira contemporânea”, completa Pereira.

Distribuído em todas as bibliotecas públicas e escolas de ensino médio do Paraná, o jornal também é enviado para diversas regiões do Brasil, a escritores, editores e jornalistas. Parte da tiragem é encaminhada para o projeto de remição de pena pela leitura no Paraná — iniciativa pioneira no país, em atividade desde 2012, e que conta atualmente com 2,5 mil participantes, quase 13% do total de 19,5 mil detentos no Estado.

“Com tudo isso, o Cândido integra uma ação que busca transformar a Biblioteca Pública do Paraná em um grande centro cultural. Desde 2011, uma ampla programação dá mais vida aos cerca de 8 mil metros quadrados da BPP, incluindo encontros com escritores, exposições, contação de histórias, apresentações musicais, peças de teatro, cursos de criação literária e de ilustração. E ao final de cada evento cultural, um exemplar do Cândido aguarda os leitores para lhes fazer agradável companhia”, finaliza.
Fonte: BPP




Imprensa BPP
Biblioteca Pública do Paraná
(41) 3221- 4917
imprensa@bpp.pr.gov.br
www.bpp.pr.gov.br
Artistas - Fotografia de Katia Velo


Na última terça-feira, 16/08 o Espaço Cultural do Shopping Jardim das Américas inaugurou a exposição "MUNDO DO ARTISTA”, projeto de Oswaldo Fontoura Dias com curadoria do próprio artista e assistência de Eloir Jr. A mostra iniciou na semana do dia internacional das Artes comemorado em 12/08 e segue até 30/09.

A coletiva artística possibilita novas percepções sobre o mundo na visão criativa do artista.

A exposição cultural “Mundo do Artista” iniciou em homenagem ao dia do Artista Plástico em maio de 2014, foi exibida na Galeria da Fundação Cultural Mokiti Okada, seguiu no mesmo ano para no Salão Principal (entrada) do Colégio Militar de Curitiba-PR e agora pode ser vista no Espaço Cultural do Shopping Jardim das Américas.

A inauguração foi recepcionada pela empreendedora Juliana Pastre e colaboradores do Shopping Jardim das Américas, o coordenador da mostra Oswaldo Fontoura Dias, convidados e artistas presentes.
 
Fazem parte da exposição 18 trabalhos dos artistas: Alani F. de Mello, Alvaro Wambier Jr., Ana Lectícia Mansur, Carla Schwab, Celso Parubocz, Eloir Jr., Felipe Sekula, Gabriela Rockenbach, Janete Fernandes, Katia Velo, KéziaTalisin, Oswaldo Fontoura Dias, Ruth Mara, Suzana Lobo, Suzete Cidral, Tânia Leal, Waltraud Sekula e Wilma Vanessa Wambier.



Elor Jr. - Fotografia de Katia Velo
SERVIÇO:
Exposição “MUNDO DO ARTISTA”
Local: Espaço Cultural do Shopping Jardim das Américas -1º. Piso
VISITAÇÃO: até  30/09/2016
Horário comercial do Shopping
Endereço: Av. Nossa Senhora de Lourdes, 63
                   Jardim das Américas-Curitiba-PR
Entrada Franca

Carla Schwab - Fotografia Katia Velo


Vis!ao parcial da exposição- - Fotografia de Katia Velo



Aconteceu em 15 de Agosto, o empossamento como membros da Academia de Cultura de Curitiba (ACCUR),  do jornalista Willy Schumann, do poeta Osmarosman Aedo e do ator  Josh Berveglieri, entre outros.

Aritistas, poetas, escritores, ativistas culturais, e personalidades de diferentes áreas prestigiaram o evento que aconteceu no Círculo de Estudos Bandeirantes.

Atualmente a Academia é presidida por Maria Inês Borges da Silveira. ACCUR prestigia aqueles que contribuem para o desenvolvimento cultural e artístico da cidade de Curitiba.

`
À esquerda Osmarosmar Aedo, Willy Schumann e Jose Berveglieri, entre outros membros da ACCUR.
Fotografia de Silvana Mello


Nesta oportunidade, entre outros novos membros foram diplomados, o psicanalista, jornalista e cineasta Willy Schumann, editor-chefe do portal de notícias Paraná Imprensa, quem foi indicado pelo acadêmico Carlos Zemek. Carlos não esteve presente por problemas de saúde, mas foi representado pela acadêmica Arriete Rangel de Abreu, criadora do projeto Semearte.
 Maria Inês Borges da Silveira, Willy Schumann e Arriete Rangel de Abreu
Foto de Matheus de la Palm divulgada no Portal Paraná Imprensa


Osmarosman Aedo foi indicado pela escritora Isabel Sprenger Ribas. Osmaromsan é escritor, poeta, produtor, músico, cantor, arranjador e compositor é membro da IWA (International Writers and Artists Association), membro honorário da ALALF (Academia de Letras e Artes de Lauro de Freitas-Ba), e membro do movimento Poetas del Mundo.
Osmarosman Aedo e Isabel Sprenger Ribas
Fotografia de Silvana Mello


Josh Berveglieri é um jovem e talentoso ator que também ministra palestra sobre grandes personalidades da ópera, especialmente da soprano Maria Callas. Josh é representante-mor do Círculo Monarquico Brasileiro no Paraná.



Josh Berveglieri - Foto do Facebook



Hoje, 20 de agosto, a partir das 17 horas, no Fá Bar & Bistrô - R. Brasílio Itiberê, 3443 - Rebouças, Curitiba, homenagem a Rollo de Resende. Foram convidados os poetas convidados os poetas Bárbara Lia, Stella Maris Possetti de Resende, Jane Bodnar e Bruno Marafigo.

Nas palavras de Regina Bostulim, poeta que participou da antiga Feira do Poeta de Curitiba, o poeta Rollo de Resende admirava Bárbara Lia. Na opinião de Regina: "Bárbara Lia foi a poeta que influenciou escritores da Feira do Poeta, em especial o Grupo Poético Baú de Signos (Stella, Jane, Marília e outros), dos quais Rollo de Resende era um dos integrantes maravilhosos do grupo".

Destacamos que Bárbara Lia continua escrevendo e destacando-se como poeta autêntica, dona de sua própria voz. Bárbara Lia não segue a moda, nem persegue a fama. Lia faz um trabalho poético de alta qualidade, quase silencioso...




Rollo Possetti de Resende foi foi poeta e artista plástico. Nasceu no norte do Paraná, em 15 de agosto de 1965 e faleceu em em 1995. Em 1988, através da Feira do Poeta, publicou Bem Que Se Aviste Racho de Romã - 21 poemas. Foi inegrante do grupo Baú de Signos, Em seu terceiro livro reunio 60 poemas escritos entre 1990 e 1994. Seu estilo poética revela que Rollo gostava dos jogos linguísticos, e trabalhava seus versos para  não ficar amarrado ao mundo objetivo. Alguns de seus poemas parecem dar um salto para o infinito. Rollo foi um jovem poeta com um estilo próprio, amadurecido.
Merecida homenagem!

Até 04 de setembro/2016, todos os sábados e domingos às 16h, a peça Shakespeare para Crianças, no teatro João Luis Fiane, do shopping Novo Batel.



Acompanhe a saga de Lisandro, Helena e Titânia para descobrir as principais obras do autor inglês William Shakespeare.
O espetáculo mistura Romeu e Julieta, Hamlet, Otelo, Macbeth e A Megera Domada, levando em conta a dramaturgia das principais obras do autor adaptada para crianças de 03 a 100 anos.
O espetáculo trata com muito humor as mais diversas situações trazendo ao cotidiano das Crianças todos os personagens de William Shakespeare.
Todos os vilões tem que impedir os pombinhos de Verona, Romeu e Julieta, de se conhecerem, caso contrário tudo dará errado nas outras histórias.

Elenco: Bia Gonçalves, Rodrigo Caddah e Nathalia Garcia

Texto e direção: Arnon Nogueira




A escritora Kazuco Akamine lançará em 23 de agosto, a partir das 19:30, nas Livrarias Curitiba do shopping Palladium o livro "Lançando a Lua".
Lançamento do livro Sob a ÓTICA de ERos: poesias para a alma, de Elciana Goedert (Ciça)


A escritora e poetisa Elciana Goedert (Ciça), como é conhecida nas redes sociais), nasceu em Ivaiporã, interior do Paraná. Reside em Curitiba desde 1996, e em 2012 começou a participar ativamente dos movimentos literários da capital.
Em 2011 começou a publicar poesias em seu blog - Descobrindo quem sou (http://elciana-descobrindoquemsou.blogspot.com.br/) -  e  no perfil pessoal do Facebook.
Mais tarde criou uma página com suas poesias nesta rede social: Ciça - Universo em Versos (https://www.facebook.com/universoemversos), e enfim, em 2014 publicou seu primeiro livro (Eu e a Poesia -  ed. Maple).
Este ano reuniu suas poesias eróticas e apresenta-as no livro "Sob a ÓTICA de ERos: poesias para a alma", com o selo editorial das Produções Editoriais Catalina, que faz parte das publicações da Editora Bolsa Nacional do Livro. Nesta obra o amor e o sexo mostram-se intimamente vinculados. De acordo com a própria autora "para as mulheres o erotismo está ligado não só ao sexo, mas também ao amor, e talvez seja por isso que a maioria delas romantize o ato carnal. No olhar feminino, amor e sexo são complementos um do outro,  e sendo assim, além de se expressarem sobre o amor romântico, as mulheres também podem se expressar sobre o prazer, o erotismo,  a volúpia, a lascívia, o sexo..."


Lançamento:
27/08/2016 - a partir das 14h
Local: Paço da Liberdade
           Praça Generoso Marques, 189
           Centro, Curitiba - PR


Publicações da autora:

1. Livro:
Eu e a Poesia - Editora Maple (2014)

2. Participação em Antologias Poéticas:
CONCURSO NACIONAL NOVOS POETAS 2012 - Prêmio Sarau Brasil
I Antologia da Confraria da Poesia Informal – 2013
II Antologia da Confraria da Poesia Informal - 2014
Poesias Escolhidas Vol. II: O Melhor de Mim - Ed. Poesias Escolhidas - 2014
Elas São de Marte - Mulheres Sem Censura -  2015
III Antologia da Confraria da Poesia Informal -  2015
Folhetim dos Poetas Malditos – 2015
Conexão Feira do Poeta – 2015



Duas poesias que fazem parte do livro:

ANATOMIA DE UM BEIJO

Línguas tépidas
Buscam-se
sedentas
Ávidas
Intrépidas

Fluidificadas
Enroscam-se
Ativam reações
Sabores trocados
Aceleram corações

Carinho ímpar
Elo de almas
Prepara o corpo
Um amálgama
Da arte de amar

Elciana Goedert (Ciça)


QUE SEJA...

Que seja brisa e reacenda as brasas
Que estimule o ruflar de minhas asas
Que seja ousado ao me acariciar
Que me provoque arrepios, me faça delirar

Que faça meu corpo inteiro arder
Que não perca a ternura ao me envolver
Que revele suas mais profundas intenções
E nos permita vivenciar loucas sensações

Que seja a perfeita união de corpo e alma
Momento de aconchego, prenúncio da calma


Enfim, que seja o que tiver que ser
E antes mesmo do dia amanhecer,
Minha poesia a de Vinícius se misture:
"Que seja eterno enquanto dure"

Elciana Goedert (Ciça)

Domingo, 14 de agosto às 19:00 horas na Cinemateca de Curitiba, rua Presidente Carlos Cavalcanti 1174, Curitiba.  Entrada franca.

Neni Glock é documentaristas e fotógrafo. Ele morou durante 22 anos em Portugal, realizando trabalhos para diferentes canais de TV. Também registrou imagens do rio Tejo em um livro. Há alguns anos em Curitiba Neni Glock realiza documentários que são sempre aplaudidos. Neni não cede aos encantos das cidades. Ele observa, denuncia. Seus trabalhos possuem o rigor do crítico e a  beleza da fotografia artística.

Valea pena conferir.



ANÚNCIOS!!!


Eventos Culturais

Conuna1Inferior

Catalogo Vazio3

Anúncios!!!

Livros Digitais