Anúncios !!!


Cat-1

Cat-2

Anúncios!!!


Poesia

ColunaDireita

Catago Vazio2

Coluna Filosofia


ANÚNCIOS!!!


» » Rubem Justen - Entrevista

Autorretrato de Rubem Justen


Quando começou a pintar?
Desde criança gostava de trabalhos manuais, especialmente desenho, mas não conhecia os materiais especificos, como os lápis para desenho o carvão vegetal e os papeis especiais. Executava alguns temas sem compromisso ou técnica; isto aos 15 anos; mas tinha um dever importante com a nossa família. pois perdí meu pai aos seis anos, e eu era o arrimo. já trabalhava desde os l5 anos. mais tarde já casado aos 26 e com crianças por perto, não me foi possivel praticar desenho. Mas os filhos viam alguns desenhos e se interessavam, notei que tinham algum talento para artes tambem como qualquer criança com boa observação. \

Ao atingir o tempo de aposentadoria procurei aprender algo mais, e me inscreví num curso de francês. Mas o que é bom dura pouco, e aprofessora tambem se aposentou. Aí partí para outra tividade ou seja: Desenho artístico na mesma escola. E lá estava a mesma professora, agora como colega minha.

Fiquei conhecendo o maravilhoso carvãozinho e comecei praticando por observação, formas ,luz e sombra, nos quais me saí muito bem. Tudo isto com a Prof. e Psicóloga Néia Dunley

Comecei a pintar em tela. isto em 1997, isto 1 ano depois. Então procurei um professor para me orientar no manejo das tintas e telas È um grande mestre e amigo que conservo até hoje Walter Leonardo Berner.

Este contacto foi muito imporante. com ele fiquei cinhecendo a teoria das cores, o modo de usar as tinta á óleo , acrílica , aquarelas, pasteis sêcos ,óleosos e pigmentos de terra. Ensinou-me tambem a preparar as telas Atividades que pratico até hoje, inclusive produzinhdo minhas telas.

Com o Professor Berner permanecí até o dia em que me mudei para Campo Largo no Paraná. onde continúo pintando para minha satisfação e alegria


Qual a mensagem das suas obras?
Antes de tudo eu pinto pela fascinação que esta atividade exerce nas pessoas, o que para mim tem um significado paticular e especial. No meu caso , gosto de interpretar a natureza da forma mais perfeita possivel, buscando sempre a perfeiçao. Mas sei que esta jamais será alcançada. Ma sei que enquanto busco estarei fazendo o melhor que posso.




Que tipo de idéias você deseja transmitir na sua artes?

Procuro incentivar e estimular as pessoas que gostam de pintar, incentivando e orientando com 
o que aprendí. nunca criticando negativamente , mas animando. inclusive porque as artes principalmente a música são lenitivos para o espírito.




Fale das técnicas, das cores que prefere.

Á minha técnica não dou uma denominção única porque faço como achar melhor com a maior realidade possivel. Seja acadêmica ou não , seja impressionista ou lá o que for.

Das cores, aprecio logicamente as básicas com as quais posso produzir uma infinidade de outros tons, especialmente tons pastéis que são muito importantes para meus trabalhos;


Nomeie alguns pintores que influenciaram seu estilo.

Para nominar alguns brasilleiros dentre outros, posso citar Batista da Costa, que pintou muitos temas da minha cidade natal. E o internacionalmente conhecido Candido Portinari. Dos europeus aprecio a maioria que não cabe citar aquí, pois são por demais conhecidos,especialmente os setecentista e oitocentistas até medos do século vinte.




Rubem Justen mora em Campo Largo, PR. Ele foi lapidador de diamentes, é aposentado e se dedica a sua grande paixão que é a pintura. Já fez exposições individuais no Museu Histórico de Campo Largo. Também participou de exposições coletivas.
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Editor da Revista Carlos Zemek

Curador e Artista Plástico.
Membro da Academia de Cultura de Curitiba - ACCUR.

Nenhum comentário

Faça um Comentário!



ANÚNCIOS!!!


Eventos Culturais

Conuna1Inferior

Catalogo Vazio3

Anúncios!!!

Livros Digitais