Anúncios !!!


Cat-1

Cat-2

Anúncios!!!


Poesia

ColunaDireita

Catago Vazio2

Coluna Filosofia


ANÚNCIOS!!!


» » » Maria Antonieta Gonzaga Teixeira: Rosas e outros poemas

Poema: Rosas

Será
que as rosas vermelhas
simbolizam o amor?

Pois...
no dia dos namorados o presente predileto
são os botões de rosas vermelhas.

Dádiva...
É receber rosas em qualquer data,
é alegria duradoura, é gratificante, é sinal de carinho.

Pensei...
quantas rosas já ganhei em minha vida?
Não sei.

Sei
que todas as vezes que as recebi
senti gratidão, respeito, doçura e muito mais.

Senti
o abraço apertado do eterno enamorado,
apaixonado, com juras de amor eterno.

Maria Antonieta Gonzaga Teixeira


Fotografia e arte de Isabel Furini


Esperança

Se...
ainda há moças que querem se casar
e não acham com quem
recorram a Santo Antônio
que é o santo casamenteiro.

Moças não percam a esperança
de encontrar o bem amado em beldade
que seja o príncipe em porte e elegância
o rei em poder e bondade.

Que seja o amigo de todas as horas
o apaixonado de sempre
e o marido de todos os sonhos
sem nenhum defeito.

Que seja um companheiro leal
que não seja em sonho e nem utopia.
que seja real e não virtual.
                                                         
Maria Antonieta Gonzaga Teixeira.

Quadro de Maria Antonieta Gonzaga Teixeira

Amor

Amor e muito amor...
O amor maior é do PAI, o arquiteto do mundo,
que ama todos os seres de maneira especial
e em todas as circunstâncias de vida.

Falar de amor, também, é falar de namoro.
Que é o princípio de outros amores:
Amor de esposo, de esposa, de pai, de mãe e de filhos
Amores com todos os símbolos e em todos os sentidos.


Falar de amor é falar de mãe...
Amor incondicional -, amor perfeito
aquele mais bonito e que nunca acaba
nem de dia e nem de madrugada.

E viva todos os amores no dia dos namorados.
Para os apaixonados... rosas vermelhas.
Sensibilidade e juventude, margarida é o símbolo,
que não falte para os eternos enamorados.

Maria Antonieta Gonzaga Teixeira


Maria Antonieta Gonzaga Teixeira é graduada em Pedagogia e Economia Doméstica. Pós-Graduada em Psicopedagogia e em Didática.   Em 2004, participou do livro Castro: Nossa Gente - Nossa Terra - Nossa História. Yapó Arte; em 2014,  publicou o livro Dos Pequizeiros às Araucárias, em 2015, publicou o livro Instituto Cristão: Arte e Vida.  Exposição Individual:  2012 - Exposição Cidade Perdida na Galeria Ondas do Yapó, no Teatro Bento Mossurunga. Participou das exposições coletivas de Arte e Poesia:  2015 - Exposição Coletiva “América Espanhola” no Instituto Cervantes, em Curitiba –PR, 2015 - Exposição Coletiva “Sensações”, em Buenos Aires – Argentina; 2015 - Antologia Fênix de Portugal. N.º 14, nº 15, nº 16, nº 17. 2015. 2015 -  Concurso III “Talentos Literários Leonísticos - DMLD.” – Apucarana – PR;  2015/2016 – Arte Postal em Comodoro Rivadavia – Patagônia – Argentina; 2016 – Exposição Coletiva ArteMestria 16 em Portugal. 
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Editor da Revista Carlos Zemek

Curador e Artista Plástico.
Membro da Academia de Cultura de Curitiba - ACCUR.

Nenhum comentário

Faça um Comentário!



ANÚNCIOS!!!


Eventos Culturais

Conuna1Inferior

Catalogo Vazio3

Anúncios!!!

Livros Digitais