Anúncios !!!


Cat-1

Cat-2

Anúncios!!!


Poesia

ColunaDireita

Catago Vazio2

Coluna Filosofia


ANÚNCIOS!!!


» » Vestidos de Festa III: Maria Antonieta Gonzaga, Sonia Cardoso, Luciana Mallon e Adriana Garcia






Vestido de Festa

Mulher de outrora, imperiosamente, usava vestido
Vestido de chita, de algodão tecidos no tear.
Vestido era roupa para trabalhar, ir à Igreja
Vestido de seda, de cetim, para passear e festar.

Hoje, vestido é moda de estação e temporada.
Vestido de festa é o máximo do glamour... em eventos
Quinze anos... Casamento ... Festa temática...Prêmio Nobel.
Com alegria vivemos de festa em festa -, esses momentos.

Organizar... uma festa é tarefa de muitos...
Escolher o vestido de festa é trabalho dedicado
Exige criatividade e escolha antecipada.
Estilista molda o vestido -, antevendo o resultado.

Sonhar que ... À meia noite... Em grande expectativa ... O silêncio!
“Menina-Moça” vestida de pura arte, textura e cor, que encanta e contagia
Deslumbrante adentra o salão... com vestido de festa
A bailar até a aurora que desponta e grita com o novo dia.

Maria Antonieta Gonzaga Teixeira.
Castro-Paraná-Brasil






Vestido de festa  

Camadas de tule, renda, cetim,
Branco,
Marfim para mim, negro para outras,
com pele, com bordado,
em organza, chita,
com ou sem babado, laço e fita.

Quero é ficar bonita para mim e para você.

Sonia Cardoso




Sou um Vestido de Festa 

Sou um vestido de festa da loja de aluguel
Já vesti debutante, madrinha de casamento
E até levei uma dançarina para o palco do céu
Quando o sonho chamou sua alma com sentimento

Sou um vestido de festa num cabide de madeira
No meio do baile viro uma magnífica surpresa
Que pode deixar uma lembrança para a vida inteira
Porque transformo qualquer moça em princesa

Sou um vestido de festa de cetim
Transformando a dama numa rosa
Perfumando todo o doce jardim
Numa dança encantada e maravilhosa.

Luciana do Rocio Mallon




VESTIDO DE FESTA

Vestido cor da ilusão...
Mãos sedutoras!
Despindo com as divinas mãos esse vestido de cetim.
Fazendo alucinar tudo em mim.
Comece logo sem pudor...
Escolhi com amor essa esplêndida cor.
Você nesse momento é tudo para mim.
Esse vestido de festa me causa emoção.
É ele que me faz imaginar como será essa sensação.
Vestido de festa não me deixa na mão.
Fiz com tanto carinho pra bem juntinho refazer essa união .
Perdida ilusão...
Expectativas em vão!
De nada adiantou.
Foi apenas um sonho de amor.
Até hoje você não chegou.
Vestido de festa tão lindo ficou!
Somente esperança em pensamento criou.
Vestido de festa o que restou.

Adriana Garcia


«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Editor da Revista Carlos Zemek

Curador e Artista Plástico.
Membro da Academia de Cultura de Curitiba - ACCUR.

Nenhum comentário

Faça um Comentário!



ANÚNCIOS!!!


Eventos Culturais

Conuna1Inferior

Catalogo Vazio3

Anúncios!!!

Livros Digitais