Anúncios !!!


Cat-1

Cat-2

Anúncios!!!


Poesia

ColunaDireita

Catago Vazio2

Coluna Filosofia


ANÚNCIOS!!!


» » Franccis Yoshi Kawa: Os sapatos (Crônica)


Um amigo que é fotógrafo costumava carregar sempre uma pequena mochila de lona nas costas além de sua maleta contendo equipamentos. Era pouco usual alguém vestindo traje social carregando uma mochila de lona nas costas durante o trabalho. Contou que a mochila servia para guardar seus sapatos. Dai perguntei se seus sapatos eram tão valiosos que precisava ter uma mochila só para eles. Respondeu que jamais se separava daqueles sapatos, pois sem eles se sentia um aleijado. Por isso aquela mochila tinha a finalidade de acondicionar os sapatos, para nunca se separar deles. Fiquei curioso em conhecer sua historia. Contou que sempre trabalhou de fotógrafo autônomo, prestando serviços a empresas de eventos. Em uma ocasião foi chamado para fotografar um casamento. Existia um protocolo para esse evento. Os profissionais chegavam antes dos convidados para prepararem os equipamentos e estudarem o local. Nesse evento especifico o local da cerimonia não era uma igreja, mas um amplo salão impecavelmente limpo. Foi convidado a deixar os sapatos na entrada. Rapidamente descalçou seus sapatos e adentrou no local da cerimonia para preparar seus equipamentos. Ainda era tempo de filme, por isso carregava duas câmeras a tiracolo e uma máquina de reserva na maleta. Estava acostumado a fotografar qualquer cerimonia de casamento. Conhecia diversos ritos e não via nenhuma dificuldade em fazer o seu trabalho. A cerimonia de casamento era apenas a primeira etapa. Na sequencia tinha de se deslocar com a equipe de fotógrafos e cinegrafistas para o local da recepção em um restaurante do outro lado da cidade. A equipe tinha de se deslocar rápido e chegar antes de todos no local da recepção e aguardar a chegada dos noivos e convidados. Naquele momento iniciou a sua experiência traumática. Sempre se vangloriou de chegar antes de todos seus colegas no local de trabalho. Naquele dia não foi diferente, foi o primeiro a chegar. Quando descalçou os sapatos na entrada do salão, só havia o dele e não memorizou o local exato onde deixou. No momento de ir embora, deparou-se com centenas de pares de sapatos. Quando chegou, não se preocupou em marcar o lugar onde deixaria os seus. Os outros integrantes da equipa haviam chegado depois dele e marcado o lugar onde haviam deixado seus respectivos sapatos. Pressionado pela equipe, foi obrigado a deslocar-se descalço para o local da recepção. Os convidados não repararam que o fotógrafo em traje social estava descaço ou fingiam que não repararam, pois ninguém disse nada. A partir daquele evento doloroso, nunca mais se separou de seu precioso par de sapatos. Sempre carregava uma pequena mochila de lona nas costas para acondicionar seus sapatos.

Franccis Yoshi Kawa


Arte digital de Isabel Furini



«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Editor da Revista Carlos Zemek

Curador e Artista Plástico.
Membro da Academia de Cultura de Curitiba - ACCUR.

Nenhum comentário

Faça um Comentário!



ANÚNCIOS!!!


Eventos Culturais

Conuna1Inferior

Catalogo Vazio3

Anúncios!!!

Livros Digitais